segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Que tal um Nuzlocke Challenge?

Vagabundos queridos, aqui estamos com o quadragésimo post do Recinto Nerd.

...

Quadragésimo se contar toda a tralha que eu tenho nos rascunhos. Mas enfim, hoje falaremos sobre o Nuzlocke Challenge! 


Mas o que diabos é um Nuzlocke Challenge, pergunta você. Como irei explicar?

Você se lembra de quando o jogo que estava jogando estava fácil demais? Todos nós passamos por isso. Bem, todos aqueles que têm alguma habilidade nessa arte. Continuando, chegava um momento que o jogo estava tão fácil, que era necessário um pouco de modificação na forma de jogar.

Sim, é de várias formas um ato sado-masoquista, mas não estou aqui para julgar.

Vários clássicos foram criados com esse pensamento como:

 - Zerar Resident Evil 4 com a faca.

 - Jogar Pro Evolution Soccer sem usar carrinhos.

 - Jogar online.

Eis que alguém (cujo nome não consegui pegar em meus suados doze segundos de procura exaustiva), decidiu parar de estudar por um tempo para jogar Pokémon Ruby.

Sim, todos nós fizemos isso. Tudo parte do princípio de que, para cada hora de estudo, você merece doze de diversão.

Só que ele estava um pouco entendiado com a série. Então decidiu tornar as coisas um pouco mais emocionantes, como você pode conferir nessa tirinha.

E então AS REGRAS foram criadas. As primeiras regras do Nuzlocke foram: 

 - Capturar apenas o primeiro pokémon de cada área, caverna, ou cidade. Caso falhe, se ferrou, parte pra próxima.

 - Caso o pokémon seja derrotado, LIBERE-O.

E é aí que tudo muda. Segundo o próprio autor, quando você tem a ameaça de morte sobre seus monstrinhos, você desenvolve uma relação com eles. Todos aqueles 0's e 1's que compõem o código da parte de um software criar um laço com você.

Se não acredite, comece um Nuzlocke Challenge e veja seu Pokémon inicial morrer. Vai lá, fodão!

Além do mais, o modo de captura também influencia nisso. Não é você que escolhe seu time, é o destino. Ou seja, você pode ficar que nem eu, tendo cinco membros no time mesmo no último ginásio porque sua Swinub morreu contra um Tauros enlouquecido.

Só que, depois de perder vários irmãos de armas, decidiram criar um quadrinho sobre isso. Então começou a quadrinização dos Nuzlocke. 

E o mundo nunca mais foi o mesmo.

Veja, o autor era grande fã de Lost, como qualquer nerd que se preze. Ele colocou a cara de John Locke em seu Seedot. Um pouco depois, o Seedot evoluiu para Nuzleaf e mórreu, antes ele do que eu.

No entanto, sabe-se lá como, ele ganhou uma popularidade absurda e os quadrinhos passaram a se chamar Nuzlocke. Tcharam!

E eis que dezenas de fãs talentosos passaram a escrever Nuzlockes de qualidade. Cheque agora o do Hale, do Robot-7, do Land-Walker, da Ky-Nim e da Petty Artist. Não irá se arrepender.

Com o tempo, algumas regras foram tornadas para tornar o desafio mais insano. Algumas são opcionais, mas as três principais são:

 - Se um Pokémon morrer, você libera ou guarda em uma box sem possibilidade de removê-lo de lá.

 - O treinador só deve capturar o primeiro de Pokémon de cada área, sem segundas chances.

 - Nomeie todo Pokémon que capturar.

As regras opcionais são:

 - Ajustes à segunda regra para evitar cópias de Pokémons (Eu, por exemplo, tenho a seguinte regra. Se o primeiro encontro aleatório for com um Pokémon da mesma família de um que você tiver, tente novamente. Se o segundo encontro for com um da mesma espécie de um Pokémon que você tenha, tente mais uma vez. Caso esse terceiro encontro for com um Pokémon da mesma espécie e do mesmo sexo que um monstro de sua posse, tente mais uma vez apenas. Se o quarto for repetido, se fudeu)

 - Caso o treinador seja derrotado na batalha, GAME OVER MANÉ.

 - Impossibilidade de trocar Pokémons quando o adversário trocar.

 - Banimento de itens de cura.

 - Banimento de PokéCenters.

 - PokéCenters limitados.

 - Banimento de itens AT ALL.

 - Limitação na compra de Pokébolas.

 - Banimento da Master Ball.

 - Banimento da captura de Pokémons evoluídos.

 - Banimento da evolução.

 - Banimento de lendários.

 - Uso apenas das primeiras 5 pokébolas.

Como se vê, pode-se ser bem mais sado-masoquista. Mas, por mil sóis, há um motivo para tudo isso?

Cara, é uma experiência que me fez gostar de jogar Pokémon novamente. Faça isso. É desafiador, é emocionante e, quando você ganha da Liga, é inesquecível.

Vá ao site oficial para ler os quadrinhos e aprender mais ou vá ao Fórum. Talvez um dia eu conte sobre meu Nuzlocke na versão Leaf Green. Para terminar, os três lemas do Nuzlocke:

Never Give Up.

Never Forget.

Grind Like Hell.


3 comentários:

  1. Fernando Guarajás3 de dezembro de 2011 16:48

    Ó caro senhor(a) que faz os posts voce é uma pessoa escrota, um escrotão de merda falo mesmo.
    Pokemão ou sei-la q viadage é essa é joguinho de CDF baitola q não pega nenhuma mina, larga de dá seu cu raspado de nerd e vai fazer algo de bom!

    PS: voce gosta de cavalos?????

    ResponderExcluir
  2. Wolfreak Maximillian MacRose3 de dezembro de 2011 17:05

    Que tal zerar Skyrim só na mão sem magias e shouts.

    Zerar Silent hill 2 com as luzes apagadas som no maximo só com a faca?

    E não é possivel zerar RE:4 só na faca -.-

    Massa o blog, nerd pracaralho mas massa. Q tal um post sobre Easter Eggs e secret dos jogos mais classicos?

    ResponderExcluir
  3. Cara... Depois de ler esse post, ganhei uma nova paixão. :')

    ResponderExcluir